2012-05-30

Complexos, sentimentos de inferioridade e por aí fora ..

! A C* vai trabalhar para frança durante 4 meses, tem convidou alguns dos mais chegados para ir beber um copo e lá fui eu . (A c* é filha da amiga da minha mâe, é mais velha que eu, mas conheco-a desde pequena. Nunca fomos de falar nem de sair nem nada, mas à coisa de um mês de vez enquando falava com ela, e como já a conheço a mesmo muito tempo ..)
Conversas de café, era uma economista, três enfermeiras, incluindo ela , eu , e mais dois rapazes .
Usavam-se muitas vezes termos caros e especificos, as conversas acabavam ou incluiam sempre a alguma piada sexual. Partilhavam experiencias de vida e de outras coisas que nunca tive ( já viajaram pela republica dominicana, eslovenia, guiné, espanha e por aí fora, sem os pais) .

Pronto isto tudo para dizer, que por mais idade que tenha, por mais vezes que saia ao sabado à noite continuo sempre a sentir-me como uma menina daquelas tótós, que vive na vila, que dá satisfções aos pais, que não conhece nada, que não faz nada de mal, por norma cumpre sempre tudo, certinha, bla bla bla, ao pé delas é como me sinto. Não tenho andamento para as acompanhar,( no sentido de ser inocente, também não sei se será a palavra certa), não sei se me estou a fazer entender ..

Quase nem disse uma palavra durante umas 3 horas que estivemos, para além de não ser o meu grupo de amigos, nem de conhecidos, as conversas eram "demais" para mim, limitei-me a ouvir , a concordar com algumas coisas e a rir das piadas.

2 comentários:

  1. eu diria que são pessoas que não tens o minimo de afinidades por isso não vale a pena comparares.
    com certeza que te sentes bem no teu grupo de amigos sem te sentires deslocada.

    Bjokas

    ResponderExcluir

Força nisso

Mudanças